quinta-feira, 3 de setembro de 2015

#Opinião - Privacidade x Big Data, e o Windows 10


Não é brincadeira pouca o que anda acontecendo com relação as questões de privacidade desde o lançamento do Windows 10.
Os usuários não fazem ideia do quanto seus hábitos e suas rotinas estão sendo devassadas de forma automática pelo novo sistema da Microsoft Corp.

Não que isto seja grande novidade, pois a coleta de dados é uma rotina em absolutamente todas as gigantes do mundo da tecnologia. Não há um só aparelho atual que escape.

A grande questão reside nas tecnologias aplicadas e na profundidade com que a Microsoft consegue alcançar através de seu sistema proprietário, utilizando técnicas keylogger e outras, que se forem desenvolvidas por uma pessoa comum resultam em processos sérios e cadeia em qualquer canto do planeta.

Sim. Estou afirmando que a empresa Microsoft Corporation se utiliza de tecnologias de Hack e Crack para construir seu Big Data - e têm liberação governamental para isso - óbvio que no dia em que seu governo resolver enviar o ofício de segurança nacional a empresa terá que entregar estes dados, que incluem absolutamente tudo sobre o usuário, como histórico de localização e trajetos, histórico de navegação e cliques, senhas de todos os sites acessados pelo sistema (inclua aí suas senhas bancárias MESMO UTILIZANDO TECLADO VIRTUAL), registros de vídeo, fotos, logs de conversas criptografadas, conexões remotas (mesmo aquelas configuradas como anônimas) registro de cada tecla digitada, cada música ouvida, cada like, cada share... ou seja, T.U.D.O.

Isto significa que na visão desta empresa (e com certeza a visão desta empresa se emparelha a todas as outras do ramo, independente de posições pontuais ou pseudo-divergentes) o Big Data que estão gerando é mais importante que quaisquer outras iniciativas que já tenham tomado com relação aos usuários. Sabemos que para o mercado o Big Data é a chave para o futuro - não há um conselho de grande empresa que não decida focar atenções nesta construção, pois ela significa poder, na forma mais asséptica da palavra - e não possuir uma base comparável a da Google, por exemplo, significa que uma empresa estará sujeita a esta outra (leia-se irá se tornar uma refém de seus serviços), por razões óbvias.

Estamos então falando de sobrevivência de grandes corporações no médio e longo prazos. Papo que leva mesas diretoras a tomar decisões de vida ou morte, literalmente.


Saindo da superfície das interfaces de alto nível, e aprofundando no hardware de qualquer aparelho encontraremos mais e mais camadas de suporte a tecnologias de invasão - Foi o que avisei anos atrás sobre microcódigos embutidos, UEFI, SafeBoot, que na verdade não passam de proteções para a codificação "embedded" nos chips, ao contrário do que foi anunciado como sendo tecnologias anti-malware, estas tecnologias são, na verdade, escudos para proteger malware proprietário. Simples assim.

No que diz respeito ao Windows 10, a coisa realmente complica quando alguém cai na besteira de adquirir um computador novo de grande marca com este sistema pré-instalado, pois temos aí DUAS grandes empresas colatando dados: de um lado, a montadora, e sua codificação "OEM", garantida por contrato com a própria MS e as fabricantes de softwares contoladores de chip's em baixo nível, e do outro, a MS no nível mais alto recoletando e processando estes dados à sua maneira. Raciocinar sobre isto pode levar a um nó no cérebro. Como são estes contratos entre grandes corporações? de que forma é possível ter duas, três ou até mais empresas coletando seus dados ao mesmo tempo, sem que haja interação e troca de informações entre seus softwares? e por qual razão as EULA não especificam estes fatos, simplesmente repetem seu discurso de que garantem que os dados não serão entregues a terceiros? garantem como?

Complicado.

Ainda mais se começarmos a raciocinar a Internet das Coisas (IoT) e o número de grandes corporações envolvidas com a tecnologia voltada ao Big Data.
O que dizer ou fazer quando a SmarTv começar a gravar momentos familiares sem prévia liberação dos próprios donos? (isto já ocorre)
O que dizer ou fazer quando o grande público consumidor realizar que os produtos que estão consumindo não são realmente seus, são tão somente ferramentas - bem caras por sinal - da indústria para construir uma enorme grade de informações pessoais a seu respeito, travestidas de eletrodomésticos, carros, gadgets e até mesmo roupas? você pagaria quanto para ser espionado dentro de sua própria casa?

Seria o aviso da chegada de mais um momento de ruptura, mas a Internet Quântica periga chegar antes, e com ela, adeus quaisquer chances de disseminação livre de informações e conhecimentos entre os comuns, adeus propósito original da grande rede. Bem vindo mundo novo, onde só terá acesso aquilo que o algoritmo Big Data resolver ser aquilo o que você precisa ver, e com certeza, consumir. Todo resto é inútil, do ponto de vista comercial ou industrial. E a Internet caminha para se tornar uma rede 100% comercial.

Não, não é teoria da conspiração sem fundamentos. É o óbvio que está aí na cara de todo mundo, mas que a grande maioria continua insistindo em ignorar, por mais que se grite a verdade em seus ouvidos.

As grandes indústrias estão apostando forte na mediocridade e idiotização generalizadas através da oferta de consumo assistido pela captura de informações pessoais, e pelo jeito estão certas em suas estratégias.

O sonho da grande rede de mentes conectadas trocando informações úteis e necessárias está próximo do fim, sem sequer ter alcançado seu segundo degrau na escala de tantos a que se propôs.

E a culpa irá recair sobre os comuns, mais uma vez, por aceitarem passivamente tais absurdos, por escolherem a cegueira ao invés da inteligência óbvia necessária.

Ainda há tempo? Há. Pelo menos de se tentar resgatar uma parte desta massa e também de se criar uma estratégia e alternativa fora da indústria atualmente estabelecida. Ainda há tempo até de tentar uma rede alternativa, por exemplo.

De pouco a pouco, caminhamos para os futuros ridículos e temerosos das ficções científicas anos 80, sem perceber estarmos ao lado da chance de materializar o que por toda história humana foi chamado de utópico, impossível - a grande grade de mentes pensantes, o grande consciente comum coletivo.

Seguimos acompanhando as noticias e o desenrolar destes movimentos. BigData, Cyberwar, Quantum Internet, Microcodes, IoT.

Se por enquanto tudo que podemos fazer é trabalhar para buscar esclarecer e alertar ao máximo de pessoas, então é o que faremos.

-*-

Algumas informações relevantes, retiradas da web esta semana:


O Windows 10 tem um sistema de telemetria que envia dados de 5 em 5 minutos para:

vortex.data.microsoft.com
vortex-win.data.microsoft.com
telecommand.telemetry.microsoft.com
telecommand.telemetry.microsoft.com.nsatc.net
oca.telemetry.microsoft.com
oca.telemetry.microsoft.com.nsatc.net
sqm.telemetry.microsoft.com
sqm.telemetry.microsoft.com.nsatc.netdf.telemetry.microsoft.com
reports.wes.df.telemetry.microsoft.com
cs1.wpc.v0cdn.net
vortex-sandbox.data.microsoft.com
pre.footprintpredict.com

Tudo o que você digita é armazenado em arquivos temporários, estes são enviados uma vez a cada trinta minutos para:

oca.telemetry.microsoft.com.nsatc.net
pre.footprintpredict.com
reports.wes.df.telemetry.microsoft.com

Assim que a sua WebCam é ligada aproximadamente 35 Megas de dados são enviados para:

oca.telemetry.microsoft.com
oca.telemetry.microsoft.com.nsatc.net
vortex-sandbox.data.microsoft.com
i1.services.social.microsoft.com
i1.services.social.microsoft.com.nsatc.net

Cortana, quando ativada, também irá transcrever tudo o que você fala para arquivos de texto e irá enviá-los para:

pre.footprintpredict.com
reports.wes.df.telemetry.microsoft.com
df.telemetry.microsoft.com
Tudo o que é falado no Microfone é automaticamente transmitido para:
oca.telemetry.microsoft.com
oca.telemetry.microsoft.com.nsatc.net
vortex-sandbox.data.microsoft.com
pre.footprintpredict.com
i1.services.social.microsoft.com
i1.services.social.microsoft.com.nsatc.net
telemetry.appex.bing.net
telemetry.urs.microsoft.com
cs1.wpc.v0cdn.net
statsfe1.ws.microsoft.com

As versões 7, 8 e 8.1 receberam pacotes de atualização que ativam parte destas tecnologias nestes sistemas, segue a lista de KB's:


kb:3068708
kb:3022345
kb:3075249
kb:3080149

(útil)
Nestes sistemas, é possível (com privilégios de administrador) remover tais updates, via painel de controle.
Seguem os comandos (DOS) para o mesmo fim:

wusa /uninstall /kb:3068708 /quiet /norestart
wusa /uninstall /kb:3022345 /quiet /norestart
wusa /uninstall /kb:3075249 /quiet /norestart
wusa /uninstall /kb:3080149 /quiet /norestart

Depois de feito, vá até a lista de updates e marque cada uma delas para ignorar atualização, utilizando o botão direito do mouse, para evitar que sejam automaticamente reinstaladas quando reiniciar o seu sistema.

-*-

P.S: Eu não irei colocar referências ou fontes neste post. Uma busca rápida na web irá resultar em dezenas de páginas e artigos sobre o tema. Aqui reuni uma parte mínima do assunto simplesmente para ilustrar minha opinião, sem intenções de copyright. Todo este conteúdo é público, sem dono - pois todos são donos de toda informação - como deve ser.

.
Paz
.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

De tudo, um pouco, e, de nada, o novo.


De todas as dificuldades em viver daquilo em que acredita, a maior de todas é a massa que não acredita mais em nada, nem em você, nem em seu trabalho, nem no mundo, ou em si.
De todas as mazelas do público que me propus ajudar, e sobreviver disto, a maior delas é o desprezo pela leitura.
Vem aí um canal de vídeos inédito, então.
Para quem acha que meu trabalho é absolutamente obscuro, vamos ver se não vai pintar canal de agência com carinha bonita doutrinada falando de guerra cibernética.
Se não correrem e fizerem agora, vou engolir esta fatia com toda força.
Palavra do L.D!



quinta-feira, 9 de julho de 2015

Pense



.
Pense no que você é
Naquilo que você quer
Pense no que pode ser
No que pode deixar de ter
É sempre questão de querer
O ser e o não-ser 
O que tiver fé
A Partilha e o Capital
O Humano e o Animal
Vão lutar e morrer
E nascer para lutar de novo
Sempre foi o que fizeram
De mais natural
Afinal, no final
São só povo mesmo, só povo...
E você também é.

.
Paz
.

domingo, 1 de fevereiro de 2015


Existem procedimentos e soluções técnicas para se proteger disto, AINDA. 
FATO, custam anos de experiência e investimento, e por conta disso, tais conhecimentos e práticas são tão valorizados hoje em dia, custam bastante DINHEIRO aos consumidores. Na verdade, as pessoas comuns nem sequer têm acesso a isso.

A questão é que a cada dia que passa criam-se novas formas, "lícitas e ilícitas", de impedir aos cidadãos comuns em geral terem acesso a lógica intrínseca na realidade da sociedade da informação.. e isso as condena a serem vítimas do [Real]BigData. Entregam sua privacidade, meios, hábitos, raciocínios... Inclua este que lê agora.
É meio como um cabo-de-guerra ideológico, onde o passado mede forças com o futuro, simples assim.
Pessoas conectadas ao passado pretendem manter o controle e a lógica atual, e aquelas nascidas neste tempo almejam alcançar sua posição no universo. É assim que somos, e (provavelmente) assim que seremos...

Na opinião de alguns, vivemos um marco evolucionário da espécie humana. Na opinião de outros, um simples ciclo comportamental, e, na de outros ainda, um vácuo ético e moral digno de ser bem explorado. Lembre-se sempre: Há humanos para tudo. VERDADE.

_Enredo clichê para bambas no assunto;

Um calvário de boas gerações.




Atenham-se a seu tempo... Tudo é muito mais real e imediato do que pensam

Sex, Drugs & Silicon Valley


Trata de pessoas capazes de lidar com as questões mais complexas, internamente. Não se trata de uma regra, mas sim de uma excessão... tenho orgulho de ser capaz disto.
***
These people capable of handling the most complex issues internally. It is not a rule, but an exception ... I'm proud to be able to do so.
***
LOL
***

#0-DAY




sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

NEWz.. Novidades, análises e opinião.


VIRUS


SCAM


0-DAY


CYBERWAR



VULNEBARILITY


HACKING/HACKERS


EXTRA



ANALISANDO, OPINANDO...

O progresso nas iniciativas anti-crime virtuais continua a passos de neném, visto a lógica dominante nas mentes de quem governa as principais nações envolvidas na grande guerra cibernética global. Uma parte delas finge não se tratar de assunto de urgência estratégica e segurança nacional, outra parte finge não ser responsável pelo desenvolvimento de armas e ameaças nesta guerra, e a parte restante simplesmente não possui pessoal qualificado sequer para levar o assunto a sério.

A cyberwar trata de interesses comerciais. Basicamente, é isso. Há os lobos solitários e anônimos lutando por justiça e igualdade, mas os conglomerados financeiros e os governos estão lutando mesmo é entre si, esta é a pura realidade. É mais fácil hoje para um especialista da área alavancar sua carreira oferecendo seus dotes para ataques e contra-ataques do que para estudos e soluções...

Isso significa que vivemos uma realidade de corrida armamentista tão forte quando dos tempos do pós-guerra, e que é na guerra onde se está investindo dinheiro pesado. Percebam, não em soluções, mas em mais guerra. 

Como se fosse possível haver vencedores neste universo virtual, mentes brilhantes estão sendo desperdiçadas em nome de uma soberania que jamais irá existir... mentes que poderiam estar solucionando problemas e criando hacks para facilitar a vida dos comuns. Um desperdício.

O Linux continua sendo o sistema mais seguro e confiável de todos. Continua? SIM, claro. Porém não para todos. Se você não entende de atualizações e instalações manuais, nem tem o hábito de manter-se em dia com cada uma das novidades do "mercado" de malwares, então periga ficar mais exposto do que já está. FATO.

Fato, também, que os grupos hackers livres (não governamentais ou empresariais) estão em um momento de revisão de seus quadros. Exceto Anonymous, que têm suas fundações em um ideário bem sólido e divulgado, mas que sofre com os clones que tentam utilizar de sua capacidade de alcance, os demais estão agindo indiscriminadamente e com isso dando subsídios as agências governamentais de fecharem acordos e forçarem leis que vão contra os princípios da própria Internet.
Não percebem que no final das contas, estarão dando tiros nos próprios pés, e acertando os cidadãos comuns com estas ações sem sentido.

Os bonés brancos estão em alta, e cada vez mais em alta. Se tem uma carreira promissora nos dias de hoje, é formar-se em info, pós graduar em sec e vender a alma a alguma grande empresa ou governo. É garantia de grandes salários, fama e proteção. Fato, alguns deles já são celebridades nos EUA, há algum tempo...

No que diz respeito aos brasileiros, continuamos sendo a nação que mais colabora com os problemas sem participar da guerra. Devido ao enorme número de computadores parados no tempo, a rede de zumbis por aqui é de longe a mais explorada do planeta. 
É fácil sequestrar um sistema de um brasileiro; basta oferecer-lhe alguma pirataria. Mesmo que não precise, ele baixa e instala, só porque é de graça. Simples assim, isso vem da cultura de quem historicamente vive dos restos da corte, estes, historicamente caríssimos.

PRECOG'z

1- Brasil e Argentina entrarão abertamente na cyberwar muito antes do que se espera; 
2- Ter um departamento de guerra cibernética respeitável será, também, uma exigência básica para uma cadeira no conselho de segurança da ONU, dentro de no máximo, uma década;
3- Empresas investindo na "Internet das coisas", TODAS ELAS, terão que recalcular e replanejar seus organogramas, adicionando experts em sec e departamentos de proteção virtual à marca/produto.
4- A próxima geração de ladrões de carros usará gadgets fornecidos por empresas do próprio mercado automobilístico - a cyberwar vai para as ruas, pelas mãos de criminosos, dada por capitalistas.

FINALIZANDO

Importante é lembrar onde estamos, quando estamos, e porquê estamos. Não adianta ficar citando o passado pois realidade como esta jamais existiu na história. É necessário ser capaz de raciocinar o hoje, que se reinventa a cada dia.. #ficaadica para os nostálgicos de plantão. Vocês podem escolher entre Blade Runner ou Mad Max, por enquanto... (risos)


.
PAZ
.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Retomando as atividades - 2015 começa com mais links, e também opiniões, persperctivas e análises.


Vem conteúdo exclusivo por aí, e tradicionalmente o que se lê aqui, só é visto na mídia tradicional meses depois, isso quando eles tem coragem de expor os temas mais complicados da atualidade...

A partir da próxima semana, novo padrão de postagens:

NEWz, ANALITCz & PRECOG'z do LD

Português e Inglês por padrão, já a partir da próxima postagem.

Aos meus leitores assíduos, fica aquele abraço, um singelo pedido de desculpas pela demora em retornar, e a promessa de que 2015 estará repleto de novidades e atualizações semanais sobre os temas mais cabulosos da atualidade.

#GUERRACIBERNÉTICA #VÍRUS #SOLUÇÕES #HACKING #ANÁLISES #PERSPECTIVAS

Vlw!!